Maioria vota contra o desarmamento

Os suíços votaram a favor de seu direito de portar armas de fogo ontem. A maioria se mostrou contra o plano de igrejas e grupos feministas de restringir as leis do país nesse sentido. Caso aprovada, a proposta teria acabado com a tradição dos suíços de manter em casa fuzis que usaram no Exército, após cumprir o serviço militar. A medida foi rejeitada por mais da metade dos 26 Estados do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.