Mais 11 dissidentes serão soltos, diz religioso

CUBA-1

, O Estado de S.Paulo

30 de novembro de 2010 | 00h00

O arcebispo de Havana, Jaime Ortega, anunciou ontem em Madri que os últimos 11 dissidentes presos em 2003, serão postos em liberdade até o dia 25. O governo cubano prometeu em julho que soltaria até 8 de novembro todos os 52 presos em 2003. Segundo o religioso, os militantes poderão permanecer em Cuba, mas um deles deverá emigrar para os EUA. Mas Ortega disse que não há garantias de que Havana cumprirá o novo prazo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.