Mais 2 soldados dos EUA mortos. Bush admite dificuldades

O exército dos EUA informou hoje sobre a morte de dois soldados americanos e ferimentos em outro em ataques separados contra comboios de veículos militares no Iraque. Ao receber a notícia em meio a sua visita a Botsuana, na África, o presidente americano, George W. Bush, admitiu que suas tropas estão enfrentando dificuldades no país ocupado. Um soldado foi morto a bala na noite de ontem perto da cidade de Mahnudiah, a 25 km ao sul de Bagdá. Outro soldado morreu e um ficou ferido ao serem atingidos por uma granada ppropelido por míssil perto de Tikrit, a 190 km ao norte de Bagdá. A notícia das novas mortes levou o presidente americano a admitir que seus soldados enfrentam dificuldades no Iraque. O número de militares mortos em ataques desde que Bush declarou o fim das hostilidades no país árabe subiu para 31.

Agencia Estado,

10 Julho 2003 | 09h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.