Mais 34 prisioneiros do Afeganistão chegam à base de Guantánamo

Mais 34 prisioneiros do Afeganistão chegaram neste sábado à base naval norte-americana, onde os Estados Unidos detém aqueles que considera os membros mais perigosos capturados da Al-Qaeda e do Taleban. O novo contingente eleva a 220 o número total de detidos na Base Naval de Guantánamo, em Cuba.Há dois dias, o presidente norte-americano, George W. Bush,anunciou que os Estados Unidos têm intenção de aplicar aConvenção de Genebra aos soldados do Taleban, mas que não pretende considerar os membros da rede terrorista Al-Qaeda como prisioneiros de guerra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.