Mais 4 alemães morrem no Afeganistão; total atinge 43

Quatro soldados da Alemanha foram mortos e outros cinco ficaram feridos hoje, no norte do Afeganistão, quando a patrulha que realizavam foi atacada. O comboio viajava da cidade de Kunduz para Baghlan quando foi atingido por granadas antitanque e mísseis, de acordo com informações de fontes militares alemãs.

AE, Agência Estado

15 de abril de 2010 | 14h54

Com as mortes desta quinta-feira, o número de alemães mortos na guerra do Afeganistão chega a 43 desde 2002, quando o país enviou tropas ao território afegão. Menos de duas semanas atrás, três soldados alemães foram mortos perto de Kunduz. As mortes ocorridas em 2 de abril geraram um debate na Alemanha sobre o estado do equipamento usado no Afeganistão.

O ministro da Defesa da Alemanha, Karl-Theodor zu Guttenberg, encerrou hoje uma visita de dois dias ao Afeganistão. Nesta quinta-feira, o Ministério da Defesa também anunciou que encomendou mais 60 veículos blindados para uso no país. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.