Mais 40 corpos encontrados em 24 horas em Bagdá

Nas últimas 24 horas a polícia iraquiana encontrou mais 40 cadáveres em diferentes locais da capital, de acordo com informações da polícia iraquiana nesta quinta-feira.Os corpos de 40 homens, mortos a tiros, com pés e mãos amarradas, foram encontrados em Bagdá. Todas as vítimas mostravam sinais de tortura, segundo o tenente da polícia iraquiana Thayer Mahmoud. Eles foram descartados em diversas regiões de Bagdá, afirmou o tenente. O porta-voz do exército dos EUA no Iraque, general William B. Cadwell, disse na quarta-feira que assassinatos e execuções são, atualmente, a principal causa de morte de civis em Bagdá.Grande parte da violência é atribuída aos esquadrões da morte, e acredita-se que muitos deles sejam extensões das principais milícias xiitas. Ainda na quinta-feira, dois soldados iraquianos foram mortos e outros dez ficaram feridos em atentado com carro-bomba, em uma parte de Bagdá onde tropas americanas e iraquianas terminaram uma varredura.O carro se chocou contra um posto de controle no bairro de Shaab, na região nordeste da cidade, que acabou de ser considerada "limpa" pelas tropas que participam da operação Juntos Adiante.O porta-voz do exército dos EUA diz que a violência eclodiu com o início do mês sagrado do Ramadã, que começou na segunda-feira, e que os atques suicidas estão com uma freqüência sem precedentes."Esta tem sido uma semana dura", disse o porta-voz.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.