Mais cinco palestinos são mortos na faixa de Gaza

Cinco palestinos, incluindo quatro membros do movimento Fatah e uma mulher, que estava próxima ao local, foram mortos nesta quarta-feira, sinalizando o recrudescimento nas tensões internas na faixa de Gaza, segundo informou o site noticioso Haaretz.com.No sul de Gaza, na cidade de Khan Yunis, três oficiais de segurança leais ao presidente da autoridade palestina, Mahmoud Abbas foram mortos na quarta feira quando homens armados não identificados atacaram seus veículos, afirmaram policiais do hospital.As informações dão conta de que as forças de segurança de Abbas culparam o movimento Hamas pelo ataque.Antes da emboscada, os oficiais de segurança abordaram uma casa onde acreditavam estar um colega que havia sido seqüestrado mais cedo naquele dia. Militantes atacaram os oficiais e um deles ficou ferido.Quando dois de seus colegas, guiando um carro da polícia tentaram levá-lo ao hospital, eles foram atacados, segundo um comunicado divulgado pelas autoridades locais.Ao cair da noite, três grupos militantes reuniram representantes do Fatah e do Hamas e forjaram um cessar-fogo para remover os atiradores das ruas e libertar ativistas seqüestrados. Não está claro ainda se isso levaria a uma trégua no resto da Faixa de Gaza.A mulher pega no fogo cruzado foi identificada como Mona Salahah uma jovem de 22 anos, que morreu no hospital por conta da gravidade dos ferimentos na cabeça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.