AFP PHOTO / ATTILA KISBENEDEK
AFP PHOTO / ATTILA KISBENEDEK

Mais de 1 mil americanos assinam petição para receber refugiados sírios

Apesar de receptivos aos refugiados, alguns signatários mostraram preocupação com a possibilidade de extremistas entrarem nos EUA

O Estado de S. Paulo

08 Setembro 2015 | 08h51

WASHINGTON - Centenas de americanos se ofereceram ontem para receber refugiados sírios em suas casas, dizendo em uma petição online que os Estados Unidos precisam aceitar mais pessoas que fogem da guerra civil.

Quase 1.300 americanos assinaram a petição no site MoveOn.org pedindo que os EUA suspendam o limite para refugiados sírios, enquanto a Europa luta para lidar com números recordes de pedidos de asilo.

A ONU diz que 4 milhões de pessoas fugiram dos combates desde o início da guerra civil em 2011. Os EUA admitiram cerca de 1.500 refugiados, e a Casa Branca disse que está avaliando respostas à crise, incluindo o reassentamento.

Um signatário da petição, o reverendo Everett Shattuck, de 59 anos, disse que abrir a casa para refugiados faz parte da tradição do país de acolher imigrantes.

"Além disso, temos de compartilhar alguma responsabilidade (pela guerra) por causa de nossas mudanças de regime no Oriente Médio. A maioria desses refugiados são um resultado disso ", disse Shattuck, em referência à invasão americana ao Iraque, em 2003.

Mas outros, embora receptivos a refugiados, se preocupam com a possibilidade de extremistas entrarem no país entre aqueles que estão fugindo da guerra.

"Eu só rezo para que nenhum terrorista disfarçado de refugiado tente entrar (no país)", escreveu Patti Perry de Cranberry Lake, Nova York. /REUTERS

Mais conteúdo sobre:
imigraçãocriseEstados Unidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.