Mais de 1 mil detentos escapam de prisão na Líbia

As autoridades de segurança da Líbia disseram neste sábado que mais de 1 mil detentos escaparam de uma prisão perto da cidade de Benghazi, em uma fuga em massa.

Agência Estado

27 de julho de 2013 | 17h29

Um oficial de segurança do governo em Benghazi, Mohammed Hejazi, disse que a fuga ocorreu na prisão Koyfiya, no mesmo momento em que manifestantes invadiam escritórios de partidos islâmicos aliados nas principais cidades da Líbia.

A princípio não está claro se a fuga em massa faz parte dos protestos, ou mesmo se os detentos receberam ajuda externa.

Um oficial de segurança da prisão confirmou a fuga de presos e disse que a maioria deles estava sendo mantida sob acusações graves. Ele falou em condição de anonimato, porque não estava autorizado a falar com jornalistas.

A segurança em Benghazi está entre as mais precária de todo o período pós-revolução na Líbia. No ano passado, o embaixador dos EUA e outros três norte-americanos foram mortos em um ataque na região. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Líbiafuga em massa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.