AP
AP

Mais de 1 mil imigrantes foram resgatados pela Guarda Costeira da Itália no Canal da Sicília

Refugiados estavam em oito balsas e foram salvos por três unidades da Marinha italiana

O Estado de S.Paulo

29 Agosto 2016 | 11h21

ROMA - Cerca de 1,1 mil imigrantes foram salvos no domingo em 11 operações de resgate no Canal da Sicília, coordenadas pelas autoridades italianas, informou a Guarda Costeira citada nesta segunda-feira, 29, por veículos de imprensa locais.

Os imigrantes estavam em oito balsas e foram resgatados por três unidades da Marinha italiana na operação Sea sure e pela embarcação Astral ONG Open Arms, segundo a emissora pública Rai.

As operações de resgate foram coordenadas pela Guarda Costeira e pelo Ministério de Infraestrutura e Transporte.

As chegadas de refugiados à Itália não param. No dia 9 de agosto, o Ministério do Interior havia contabilizado o desembarque no país de 100.328 imigrantes procedentes do litoral norte-africano, geralmente da Líbia.

Muitas pessoas, após alcançarem o litoral sul da Itália, fazem a viagem rumo ao norte do país para chegar a outras regiões da Europa, apesar de serem rechaçados nas fronteiras de localidades como Áustria, França e Suíça. / EFE

Mais conteúdo sobre:
Itália Imigrante Refugiado Resgate

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.