Temporal tira 140 mil pessoas de suas casas e põe Japão em alerta

Temporal tira 140 mil pessoas de suas casas e põe Japão em alerta

Duas pessoas estavam desaparecidas e pelo menos 17 ficaram feridas durante a passagem da tempestade, a pior em anos no país

O Estado de S. Paulo

10 Setembro 2015 | 08h18

TÓQUIO - Um temporal desencadeou enchentes no Japão que provocaram o desalojamento de 140 mil pessoas. A força da chuva arrancou casas de suas fundações e derrubou árvores nas províncias de Ibaraki e Tochigi. 

Helicópteros sobrevoando bairros alagados e cheios de lama salvaram muitas pessoas dos telhados de suas casas. Duas pessoas estavam desaparecidas e pelo menos 17 ficaram feridas.

Algumas áreas receberam em 48 horas o dobro da precipitação habitual de setembro, após a tempestade tropical Etau passar pela ilha japonesa de Honshu. Em alguns lugares rios transbordaram por causa da chuva.

Mais de 800 mil pessoas foram aconselhadas a desocupar suas casas, após autoridades emitirem alertas durante a madrugada de "uma chuva que acontece uma vez a cada 50 anos" para 5 milhões de pessoas em áreas a leste e norte de Tóquio.

O Japão colocou grande ênfase na prevenção de desastres desde um terremoto seguido de tsunami em 2011, que matou cerca de 20 mil pessoas, e autoridades buscam evitar críticas do que pode ser visto como uma resposta fraca.

O primeiro-ministro Shinzo Abe alertou sobre mais chuva e disse que estava preparando um centro de emergência. "O governo irá trabalhar junto para priorizar a segurança do povo e fazer nosso melhor para prevenir mais desastres", disse./ REUTERS

.

Mais conteúdo sobre:
Japãoenchentes

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.