Mais de 100 mil protestam contra governo na Índia

Ao menos 100 mil trabalhadores saíram às ruas da capital indiana nesta quarta-feira em protesto contra os altos preços de alimentos e o desemprego, aumentando a pressão sobre o governo que já sofre duras críticas pelos escândalos de corrupção.

KRITTIVAS MUKHERJEE, REUTERS

23 de fevereiro de 2011 | 10h06

O protesto foi a maior demonstração realizada em Nova Délhi em muitos anos. Entre os manifestantes estavam membros de um sindicato ligado ao partido governista do Congresso, refletindo a inquietação entre suas bases quanto ao aumento dos preços dos alimentos, que atingiu uma alta de mais de 18 por cento em dezembro.

A manifestação também foi a mais recente de uma onda de protestos que se espalharam pelo mundo, desencadeada pela alta mundial nos preços de alimentos.

Mas, ao contrário dos protestos que derrubaram líderes autocráticos no mundo árabe, não houve, por enquanto, pedidos para derrubar o governo democrático da Índia.

"Viemos aqui para que nossas vozes reverberem dentro da Casa (do Parlamento) e para que eles possam ver o sofrimento que o homem comum está passando", disse Akhil Samantray. Ele veio do estado de Orissa, no leste do país, para participar da manifestação.

Tudo o que sabemos sobre:
INDIAPROTESTOSGOVERNO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.