Mais de 100 taleban morreram em combate no Afeganistão

Informação é da Otan; tropas dos EUA perderam 8 soldados no mais mortífero confronto para o país em 1 ano

Reuters,

06 de outubro de 2009 | 11h39

Mais de cem guerreiros taleban e oito soldados dos EUA morreram em um confronto deste final de semana no leste do Afeganistão, informaram nesta terça-feira, 6, representantes da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

 

Veja também:

especial Especial: 30 anos de violência e caos no Afeganistão 

 

O alto número de taleban mortos revela o tamanho do confronto, um dos maiores desde de o início da guerra contra o terror, em 2001. O combate também ficou marcado por ter sido o mais mortífero para as tropas americanas em um ano.

 

"Um relatório mais detalhado sobre a batalha de 3 de outubro no Nuristão determinou que as forças inimigas sofreram mais de cem baixas durante a operação de resposta, um número significativamente maior do que pensávamos", informou a Otan em um comunicado.

 

O confronto teve início por conta de um ataque dos milicianos aos postos de controle das forças americanas. Os locais atacados estão em uma área remota, que as tropas dos EUA planejavam abandonar para focar as operações nas áreas mais populosas do país. Pelo menos dois soldados afegãos morreram na batalha e as autoridades dizem que perderam o contato com a polícia da área e não sabem se os oficiais foram capturados ou desertaram.

 

O comunicado da Otan afirma que as forças do Ocidente concluíram que os guerreiros eram da milícia local e operavam com a ajuda do Taleban e do grupo Hezb-i-Islami, liderado pelo comandante mujahedin Gulbuddin Hekmatyar.

 

Desde de o ataque do fim de semana, as autoridades afegãs dizem que os EUA e o Exército do país realizaram várias operações para retomar o controle de áreas sob tutela do Taleban. Oficiais dos EUA dizem que algumas operações foram realizadas no Nuristão, mas não deram mais detalhes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.