Mais de 110 mortos no Iraque em um único dia

O número de mortos, vítimas de terrorismo ou em combate nesta quarta-feira, no Iraque, supera os 110. Foram 68 as vítimas de um atentado com carro-bomba em Bakuba, 55 km ao norte da capital, Bagdá. Além disso, um grupo terrorista anunciou, em vídeo enviado à TV Al-Jazira, ter executado dois reféns paquistaneses. A maioria das demais mortes ocorreu em confrontos com insurgentes.Na fronteira entre Iraque e Irã foram mortos, segundo informação do tenente-coronel polonês Artur Domanski, 35 guerrilheiros que tentavam infiltrar-se no país e sete policiais iraquianos, parte da força que os combateu.Já na província de Anbar, que assistiu a uma onda de violência com o seqüestro de parte da família do governador local, foram mortos dois soldados da força multinacional que permanece no Iraque. Além disso, um soldado americano morreu na explosão de uma bomba numa estrada próxima a Bagdá.Este é o maior número de mortos desde 24 de junho. Naquela data, dias antes da transferência de poder da ocupação americana para o governo iraquiano provisório, uma onda de violência orquestrada pelo terrorista jordaniano Abu Musab al-Zarqawi deixou mais de 100 mortos e 300 feridos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.