Mais de 200 mil xiitas libaneses protestam contra EUA e Israel

Dezenas de milhares de xiitas, a maioria partidários da milícia extremista Hezbollah, marcharam em Beirute nesta sexta-feira em um protesto realizado como advertência para que os EUA não ataquem lugares muçulmanos sagrados no Iraque.Vestindo sudários brancos que simbolizam a disposição de morrerem em defesa das cidades santas de Najaf e Karbala, no sul do Iraque, os manifestantes, estimados em mais de 200 mil, gritavam ?Morte aos Estados Unidos!? e ?Morte a Israel!? enquanto marchavam pelos subúrbios de Beirute.Em Bahrein, uma outra marcha de protesto, de 5 mil xiitas, houve confronto com a polícia. Pelo menos três pessoas ficaram feridas e outras 10 foram hospitalizadas por inalação de gás lacrimogêneo. O ministro do interior de Bahrein foi demitido pelo rei por causa dos choques.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.