Mais de 2000 mortos na ofensiva sobre Faluja

Mais de 2.000 pessoas morreram até agora na operação contra a cidade de Faluja, que estava dominada por rebeldes, disse o conselheiro de Segurança Nacional do Iraque, Qassem Dawoud. Segundo ele, os números mostram "mais de 2.085 mortos" e "mais de 1.600 presos". Ele não citou a proporção entre soldados dos EUA, soldados do Iraque e civis. A operação teve início em 8 de novembro e ainda há combate em bolsões de resistência.Ainda de acordo com Dawoud, tropas iraquianas encontraram, no sul da cidade, o que parece ser um laboratório para criação de explosivos e toxinas. De acordo com o conselheiro de segurança iraquiano, "descobrimos no laboratório manuais e instruções descrevendo procedimentos para a criação de explosivos". De acordo com Dawoud, os textos "Também falavam sobre fazer antraz".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.