Mais de 250 mil deixam área na fronteira da China com Coreia do Norte

Inundações provocaram o desmoronamento de 361 casas; região ainda está em perigo

Efe

23 de agosto de 2010 | 03h30

 

PEQUIM - Pelo menos 253.500 pessoas foram evacuadas na província de Liaoning, situada no nordeste da China, após o transbordamento do rio Yalu, fronteira natural que separa esse país da Coreia do Norte, e que já deixou quatro mortos, informou a agência oficial de notícias Xinhua.

Este fim de semana as chuvas torrenciais provocaram que a água deste rio subisse a seu nível máximo em mais de uma década e o primeiro dique de contenção do Yalu fosse derrubado.

As chuvas inundaram parte da cidade fronteiriça chinesa de Dandong, mas um segundo dique evitou a inundação da região central da cidade.

Além disso, as inundações provocaram o desmoronamento de 361 casas e cortaram a provisão de energia elétrica, as comunicações e o transporte em algumas áreas.

Apesar de os níveis de água terem começado a descer esta noite as autoridades provinciais advertem que a região ainda está em perigo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.