Mais de 30 mil egípcios e tunisianos fugiram da Líbia

Mais de 30 mil tunisianos e egípcios fugiram da Líbia para seus países de origem desde segunda-feira, afirmou hoje a Organização Internacional para a Migração (OIM). A entidade diz que outras dezenas de milhares de pessoas devem fazer o mesmo.

AE, Agência Estado

24 de fevereiro de 2011 | 10h41

"As chegadas estão aumentando a cada dia. Nós estamos com mais de 30 mil pessoas desde segunda-feira", afirmou Jean-Philippe Chauzy, porta-voz da OIM, uma organização intergovernamental. Ele disse que esse grupo é formado sobretudo por tunisianos e egípcios, que retornam a seus países de origem. "Nós podemos esperar outras chegadas, da ordem de dezenas de milhares de pessoas. Isso depende da situação na área", comentou.

A violência na Líbia já deixou centenas de mortos, segundo grupos de defesa dos direitos humanos. O chanceler italiano, Franco Frattini, estimou os mortos em mil. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.