Mais de 40 mil policiais e militares iraquianos protegem Kirkuk

Mais de 40 mil membros da Polícia e do Exército iraquianos lançaram neste sábado uma campanha de segurança na rica cidade petrolífera de Kirkuk, a norte de Bagdá, segundo fontes policiais. O subdiretor da Polícia de Kirkuk, Burhan Taha, informou que a operação tem como objetivo "restabelecer a segurança e integridade da cidade"."Esta operação foi lançada depois que os efetivos da Polícia e do Exército escavaram trincheiras ao redor da cidade para limitar as entradas e saídas de Kirkuk", acrescentou. Esta medida foi adotada para evitar a entrada de carros-bomba em Kirkuk. As autoridades locais impuseram na sexta-feira à noite a proibição de veículos circularem na cidade, que se manterá por tempo indeterminado.Os policiais e soldados iraquianos, com o respaldo de helicópteros militares americanos, começarão nas próximas horas uma série de revistas em casas, edifícios e lugares de culto para buscar e confiscar armas e deter possíveis rebeldes.Kirkuk, povoada por curdos, árabes sunitas, turcomanos e cristãos de diferentes confissões, foi cenário nas últimas semanas de uma onda de violência que matou dezenas de pessoas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.