Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Mais de 50% dos japoneses pedem renúncia de líder opositor

Ichiro Ozawa estaria envolvido em supostas doações ilegais a seu partido por parte de uma construtora

EFE

08 de março de 2009 | 02h05

Cerca de 57% dos japoneses acreditam que o líder opositor, Ichiro Ozawa, deveria renunciar devido ao escândalo das supostas doações ilegais a seu partido por parte de uma construtora, segundo uma pesquisa publicada neste domingo pelo jornal "Mainichi". Trinta e três por cento dos consultados, no entanto, acham que a renúncia de Ozawa, líder do Partido Democrático (PD), seria desnecessária, de acordo com a enquete, realizada com 1.686 famílias japonesas durante este fim de semana. Além disso, 79% dos entrevistados qualificam de inaceitáveis as explicações dadas pelo líder do Partido Democrático do Japão acerca do escândalo. A Polícia deteve esta semana Takanori Okubo, secretário e contador de Ozawa, para buscar provas sobre as doações supostamente ilegais dirigidas ao escritório deste político por parte da construtora Nishimatsu.

Tudo o que sabemos sobre:
JAPÃORENÚNCIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.