Mais de 500 fazem ato pró-palestina em Nova York

Centenas de manifestantes cantando e gritando lemas pró-palestinos e condenando a ocupação israelense ocuparam nesta sexta-feira a Times Square em Nova York. "A Palestina é nossa terra", cantava a pacífica multidão ao longo da Broadway, a famosa rua dos teatros nova-iorquinos. Alguns manifestantes exibiam cartazes atacando o primeiro-ministro Ariel Sharon, enquanto outros desfilavam enrolados na bandeira palestina. "Estamos aqui para dizer ao público americano o que está acontecendo agora na Palestina", disse Riah Moustafa, porta-voz da Associação Islâmica pela Palestina. Sua organização é um dos 13 grupos existentes nos EUA responsáveis pela organização do protesto em Manhattan. Interrogado sobre os extremistas suicidas que continuam atacando Israel - incluindo o ataque desta sexta-feira -, Moustafa não demonstrou muito interesse. "Eles (os israelenses) estão matando civis", disse. "Não é a mesma coisa?"Outro palestino da Cisjordânia, Ahlam Warrad, levava um cartaz mostrando fotos de quatro crianças palestinas mortas ou feridas. "Queremos que nossas famílias voltem para casa", disse Warrad, de 26 anos. "O telefone (na Cisjordânia) está mudo. Tudo que podemos fazer é assistir o noticiário todos os dias".Embora a demonstração tenha sido pacífica, houve algumas altercações entre os manifestantes e os que passavam pela rua, que se chamavam mutuamente de "assassinos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.