AFP
AFP

Mais de 65 mil já fugiram da violência na Síria, diz ONU

A maioria foi para a Turquia e para o Líbano

AE, Agência Estado

27 de abril de 2012 | 12h58

LÍBANO - Mais de 65 mil sírios já fugiram do país, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), por causa da sangrenta repressão promovida pelo presidente Bashar Assad contra os opositores ao seu regime. A maioria foi para a Turquia e para o Líbano.

Veja também:

linkAtaque suicida na Síria mata 9 e fere quase 30

linkExplosão atinge sede de milícia pró-Assad em Damasco

linkMassacres voltam à Síria e Liga Árabe pressiona ONU a 'rever' sua política

Conforme a atualização semanal feita pela agência de refugiados da ONU, há 65.070 refugiados sírios em países vizinhos - 49.193 foram registrados pela ONU, enquanto outros 15.877 estão esperando para fazê-lo. A contagem indica que há 23.942 refugiados na Turquia, 22 mil no Líbano, 15.999 na Jordânia e 3.129 no Iraque.

A ONU diz que mais de 9 mil pessoas morreram desde que teve início a revolta contra o regime de Assad, em março do ano passado. Para grupos não-governamentais, a cifra de mortos ultrapassa 11.100 pessoas.

As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.