Mais de 700 soldados americanos chegam no Iraque

Mais de 700 soldados americanos adicionais chegaram na província iraquiana de Diyala nesta terça-feira, 13, com o objetivo de conter a violência no norte de Bagdá, como parte do plano de segurança implementado pelo governo do país.Além disso, algumas tropas que estavam em Bagdá também devseguem rumo a Diyala.Esta movimentação acontece enquanto 20 mil novos soldados americanos chegam em Bagdá com o objetivo de pacificar a capital. A tentativa do presidente americano, George W. Bush, consiste em diminuir a violência para que o Exército iraquiano possa assumir o controle da segurança do país.O quinto batalhão do Exército, a vigésima Infantaria e a segunda divisão da Infantaria se moveram do norte de Bagdá para Baqouba para auxiliar cerca de 3.500 soldados americanos que já estavam na região.O general americano Benjamin Mixon disse que esta decisão não foi tomada de última hora, "Nós analisávamos a região há meses, como parte do plano de segurança no país", disse Mixon.As tropas adicionais se unem a mais de 20 mil soldados iraquianos em Diyala, segundo números dos militares americanos.Para o general David Petraeus, comandante do exército americano no Iraque, Baqouba é uma das regiões onde a violência sectária está mais presente "precisa de atenção especial das tropas estrangeiras".Enquanto a violência sectária em Bagdá diminuiu em Bagdá no último mês por conta do plano de segurança, em Diyala os ataques a tropas americanas subiram cerca de 70% desde meados de 2006, segundo números divulgados por militares americanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.