Mais de 80 mil não realizam exame nacional de informática na China

O exame era a prova final para obter o certificado que permite aos cidadãos chineses trabalhar

EFE,

09 de novembro de 2008 | 05h56

Mais de 80.000 alunos chineses de computação ficaram sem poder realizar um exame nacional, devido à perda da primeira prova, informa neste domingo a agência oficial "Xinhua". Segundo o escritório encarregado pela prova, os papéis originais foram extraviados durante uma mudança na cidade de Weihai, na província oriental de Shandong. O exame era a prova final para obter o certificado que permite aos cidadãos chineses trabalhar na indústria de informática e de programas de informática. O Governo comunicou que o exame, previsto para este sábado, foi adiado para os dias 20 e 21 de dezembro.

Tudo o que sabemos sobre:
CHINA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.