Mais de cem iranianos prometem virar homens-bomba

Mais de cem homens e mulheres iranianos prometerem nesta quinta-feira suicidarem-se para defender o Irã e o Islã durante uma manifestação. Durante a marcha, manifestantes exibiram uma faixa com desenhos de caixões estampados com as bandeiras de Estados Unidos, Grã-Bretanha e Israel.O evento, realizado num cemitério para mortos em guerra e outros "mártires", foi similar ao realizado em outros anos, com cânticos islâmicos e voluntários cobertos de branco para simbolizar o desejo de morrer.Mas a manifestação deste ano - num momento em que muitos iranianos temem que seu país seja atacado por Estados Unidos ou Israel - tem o objetivo específico de enviar uma mensagem de desafio a qualquer ação militar contra o Irã."As ameaças da América nos fizeram cerrar fileiras e nos deram mais convicção", disse Margess, uma jovem de 27 anos que revelou apenas seu primeiro nome e que vestia uma burca, exibindo somente seus olhos. "Nós nos levantaremos contra os Estados Unidos com nossas vidas."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.