Mais de mil mortos em onda de calor na Índia

O calor escaldante e afalta de chuvas já matou mais de 1.100 na Índia nas últimas trêssemanas, informaram nesta segunda-feira fontes do governo. A maioria das mortes - 1.020 - ocorreu no estado deAndhra Pradesh, no sul do país, disse D. C. Roshaiah, comissárioestadual da Defesa Civil. A emissora oficial All India Radio disse que a insolaçãoe a desidratação levaram à perda de outras 100 vidas nas regiõesnorte e leste da Índia, elevando o total dos óbitos para mais de1.100. No centro do flagelo está o distrito de Nalgonda, emAndhra Pradesh, onde a temperatura ultrapassou os 49 grauscentígrados. Ali, segundo o principal funcionário do distrito,Ram Prakash Sisodia, ocorreram 204 mortes nos últimos 21 dias. "Prosseguimos com nossa campanha publicitária paraorientar a população sobre o que deve fazer e o que deve evitarpara se proteger do calor. Pedimos que as pessoas não saiam desuas casas entre as 10 da manhã e as 5 da tarde", informouSisodia. A falta de chuvas das monções contribuiu para agravar oproblema, e os meteorologistas prevêem que, pelo menos nospróximos dois dias, não haverá alívio na onda de calor em AndhraPradesh.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.