Mais deputados americanos visitam Fidel Castro

Deputados federais pelo Estado norte-americano da Califórnia encerraram visita a Cuba, aparentemente convencidos de que Washington deve mudar sua política para com Havana."Deveríamos pensar em construir pontes, ao invés de levantar muros", disse o legislador Sam Farr (democrata), referindo-se às recentes declarações em Washington, segundo as quais as relações entre Estados Unidos e Cuba não progrediram.Interesse por Cuba"Este pode ser o ponto de vista do Executivo, mas não o ponto de vista do Legislativo e das pessoas que fazem política" acrescentou a deputada Diane Watson, também do Partido Democrata. "Mais e mais legisladores estão visitando Cuba por vontade própria, vendo por si mesmos", acrescentou a legisladora.Segundo dados do Conselho Econômico e de Comércio EUA-Cuba, desde 1999, oito senadores norte-americanos e 18 membros da Câmara de representantes já visitaram Cuba em meio a um crescente interesse entre os políticos dos EUA pela ilha comunista.EsforçosTais visitas coincidem com esforços do congresso norte-americano para aliviar ou levantar definitivamente o embargo e as restrições de viagens a Cuba.A visita do grupo de legisladores californianos terminou nesta segunda-feira com um jantar oferecido pelo presidente Fidel Castro. Os participantes beberam vinhos cabernet sauvignon e merlot, produzidos na Califórnia e levados pelos deputados como presente ao líder cubano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.