Mais dois dissidentes cubanos chegam à Espanha

Mais dois dissidentes cubanos chegaram hoje à Espanha após serem libertados pelo regime da ilha caribenha. Os jornalistas Normando Hernández, de 40 anos, e Omar Rodríguez, de 44, deixaram Cuba na noite de ontem em um voo da companhia aérea Iberia, segundo os ex-presos políticos e dissidentes Martha Beatriz Roque e Oscar Espinosa, que estavam em contato telefônico com um deles. Ontem, sete prisioneiros políticos de Cuba haviam chegado ao país europeu.

AE, Agência Estado

14 de julho de 2010 | 11h15

Cuba fechou em 7 de julho um acordo com a Igreja Católica para libertar gradualmente 52 presos políticos. O anúncio do pacto foi feito em meio à greve de fome do dissidente Guillermo Fariñas. Após o fechamento do acordo ele anunciou a suspensão de sua greve de fome, que já durava mais de quatro meses. Apesar de ter interrompido o protesto, Fariñas ainda corre risco de vida.

Havana quer evitar a repetição da morte na prisão de um dissidente, como ocorreu com Orlando Zapata em 23 de fevereiro. Além disso, o país busca uma melhor imagem internacional com o objetivo de alavancar sua difícil situação econômica. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.