REUTERS/Stefan Wermuth
REUTERS/Stefan Wermuth

Mais dois suspeitos são presos por ligação com atentado em Londres

No total, nove pessoas estão detidas; quarta vítima do ataque foi identificada como Leslie Rhodes, de 75 anos

O Estado de S.Paulo

24 de março de 2017 | 05h50

LONDRES - A polícia britânica informou na manhã desta sexta-feira, 24, que mais duas pessoas foram presas por suspeita de envolvimento com o atentado na região do Parlamento de Londres na quarta-feira, 22. O chefe do serviço anti-terrorismo da Scotland Yard, Mark Rowley, afirmou que as novas prisões são significativas para a investigação. No total, nove pessoas permanecem detidas.

"Agora nós temos nove pessoas que permanecem sob custódia, e uma mulher foi solta após pagar fiança", afirmou ele.

Rowley disse que o agressor, que atropelou pedestres ao atravessar a Ponte de Westminster com um carro em alta velocidade e depois matou um policial desarmado a facadas, antes de ser morto a tiros pela polícia, feriu no total 50 pessoas. Dois feridos permanecem em estado grave.

Rowley também identificou a quarta vítima fatal do atentado, que morreu em um hospital na quinta-feira, 23. Leslie Rhodes, de 75 anos, era morador de Streatham, na região sul de Londres.

Foi revelado, ainda, que o nome de nascimento do autor do ataque era Adrian Russell Ajao, cidadão britânico de 52 anos. Ele teria alterado o nome para Khalid Masood ao se converter ao islamismo. O grupo extremista Estado Islâmico afirmou que ele era um de seus soldados. / REUTERS e AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.