Mais ilegais brasileiros são presos nos EUA

O número de brasileiros presos ao tentar entrar ilegalmente nos Estados Unidos dobrou nos doze meses encerrados em setembro passado, saltando de 751, no período anterior, para 1.581.A esmagadora maioria das detenções - 1.241 - ocorreu ao longo da fronteira dos EUA com o México. O fenômeno já transformou o Brasil na segunda principal origem de imigrantes ilegais presos ao tentar ingressar nos EUA, depois do México. Segundo fontes oficiais norte-americanas, a explosão de imigrantes ilegais oriundos do Brasil começou em meados de 1999, depois que o governo mexicano, interessado em atrair mais turistas brasileiros, deixou de exigir visto de entrada para os nacionais do País.A prisão de centenas de imigrantes ilegais brasileiros não parece ter desestimulado aqueles que estão dispostos a enfrentar os riscos e ingressar ilegalmente nos EUA, expondo-se à exploração pelos chamados "coiotes", ou contrabandistas de pessoas, e aos perigos das longas travessias a pé dos desertos que dominam boa parte da fronteira americano-mexicana. Somente no primeiro trimestre deste ano, o número de imigrantes ilegais brasileiros presos ao chegar nos EUA atingiu 919. Destes, 809 foram capturados na fronteira EUA-México. A maioria é jovem. Muitos usam cartão de crédito para comprar passagem de ida-e-volta para o México. Presos, passam semanas nos centros de detenção antes de serem deportados. Até 1998, o número de brasileiros presos ao tentar entrar ilegalmente nos EUA raramente passava de 500 por ano.Numa projeção um tanto alarmista e de confirmação improvável, o Serviço de Imigração e Naturalização alertou esta semana que, a continuar o ritmo atual de crescimento das detenções de indocumentos brasileiros pela polícia de fronteira americana, seu número atingirá 100 mil em apenas cinco anos. As estimativas sobre o número de imigrantes ilegais brasileiros atualmente nos EUA variam entre 500 mil e 1 milhão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.