Mais quatro mortes por SARS em Hong Kong

Mais quatro pacientes morreram em Hong Kong vítimas da Síndrome Respiratória Aguda e Severa (Sars). O total de vítimas neste território chegou a 266, informaram neste domingo as autoridades de saúde, que registram somente um novo caso da doença.Um homem e três mulheres, com idades entre 68 e 74 anos, estavam entre as vítimas fatais mais recentes da Sars. Até agora, 1.725 pacientes contraíram a doença em Hong Kong, dos quais 1.275 se recuperam.O governo informou neste domingo que há planos para coletar amostras fecais de gato almiscareiro em busca do coronavírus, causador da pneumonia. Na sexta-feira, cientistas anunciaram ter descoberto o vírus nestes mamíferos, cuja carne é consumida em algumas regiões da China.Após as pesquisas que ligaram os gatos almiscareiros ao surto de Sars, inúmeros gatos domésticos foram abandonados nas ruas. Diante de um temor infundado de contrair a SARS, algumas pessoas começaram a abandonar seus gatos domésticos em consultórios veterinários ou pet shops, segundo informou uma funcionária de um grupo protetor dos animais.Os donos dos animais deixam números telefônicos falsos nos estabelecimentos e não voltam para pegá-los, afirmou Pauline Taylor, vice-diretora da Sociedade para a Prevenção da Crueldade com os Animais, mencionada pelo jornal "South China Morning Post".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.