Mais reféns e um ataque com morteiro no Iraque

Poucas horas depois do grupo rebelde iraquiano Brigada dos Leões de Alá libertar um diplomata egípcio Mohamed Manduh Qutab, nesta segunda-feira, outras organizações extremistas ameaçaram matar quatro novos reféns, aumentando a atual onda de seqüestros no Iraque. Na manhã de terça, um morteiro foi lançado sobre o subúrbio de Salhiya, no centro de Bagdá, matando um coletor de lixo e ferindo outros, informou um cinegrafista da Associated Press que estava no mesmo lugar no momento do ataque. Esses incidentes de violência têm afetado os esforços de reconstrução do Iraque e têm indisposto outras nações a enviar suas tropas para ajudar o novo governo daquele país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.