Mais seis mortos no terceiro dia de violência na Índia

Supostos separatistas atacaram uma vila enquanto os moradores dormiam nesta segunda-feira, matando seis pessoas no terceiro dia de atentados e incursões armadas que já deixaram pelo menos 63 mortos no nordeste do país, área assolada por movimentos rebeldes. Sete outras pessoas ficaram feridas quando os rebeldes abriram fogo de metralhadora contra famílias de Gelapukhuri, vilarejo a 210 km da capital do estado de Assam, Gauhati. O policial P. Baruah atribui à Frente Democrática Nacional de Boroland o ataque mais recente numa onda de violência composta de pelo menos 18 atentados a bomba e tiroteios nos Estados de Nagaland e Assam, cometidos desde Sábado. Outras autoridades acreditam que o grupo age em acordo com outro movimento separatista, A Frente Unida de Libertação de Asom. Um líder da Frente foi citado reivindicando responsabilidade por alguns dos ataques. Ambas as organizações encontram-se entre dezenas de grupos que lutam pela independência de partes da região.

Agencia Estado,

04 Outubro 2004 | 04h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.