REUTERS/Christian Iglesias
REUTERS/Christian Iglesias

Mais três igrejas são alvo de ataques em visita do papa ao Chile

Bombas incendiarias foram usadas contra templos em Santiago e La Araucanía, no sul do país

O Estado de S.Paulo

16 Janeiro 2018 | 11h38

SANTIAGO - Três novos ataques contra igrejas em um bairro de Santiago e em La Araucanía, no sul do Chile, foram registrados nesta terça-feira, 16,  durante a visita do papa Francisco ao Chile.

+ The Economist: Chilenos serão um público difícil para o papa

Um dos ataques aconteceu na paróquia de Madre de la Divina Providencia, situada em Puente Alto, na área metropolitana.

A porta do templo foi queimada com um coquetel molotov.

Na região de Araucanía, que o Papa visitará nesta quarta, duas capelas foram destruídas pelo fogo.

Estes ataques se somam a cinco outros ocorridos no fim de semana em Santiago e atribuídos pelas autoridades a grupos anarquistas.

O papa Francisco chegou na segunda à noite em Santiago para uma visita oficial ao Chile e depois ao Peru./ AFP

 

Mais conteúdo sobre:
Chile [América do Sul] Papa Francisco

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.