Mais três são detidos pelos atentados em Madri

A polícia espanhola deteve um cidadão saudita, um egípcio e um marroquino supostamente vinculados aos atentados ferroviários de 11 de março, informou o ministro do Interior, Angel Acebes. O marroquino foi detido porque havia desaparecido desde 11 de março, o dia dos ataques aos trens, explicou Acebes. Ele teria ligações com um dos suspeitos de participação nos atentados, que também está detido.Cabe às autoridades, disse o ministro, determinar em que medida o cidadão marroquino conhecia o detido e qual foi sua possível atuação no caso. Quanto ao egípcio e saudita, Acebes disse que foram detidos por razões similares. A polícia sabia que os três tinham algum tipo de relação com alguns dos prováveis responsáveis pelos ataques e agora irá investigar, acrescentou.Pouco antes do anúncio do ministro, um funcionário judicial anunciou que seis suspeitos marroquinos detidos na semana passada em Madri e em Málaga, no sul do país, foram libertados após um magistrado decidir que não havia provas suficientes para que fossem vinculados aos atentados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.