Mais três soldados norteamericanos morrem no Iraque

Três soldados norteamericanos morreram e outros 13 ficaram feridos em dois incidentes ocorridos neste sábado na região central do Iraque, informaram militares. Com isso, sobe para 165 o número de militares dos Estados Unidos mortos naquele país desde a invasão e derrubada de Saddam Hussein. Num dos incidentes, dois soldados da 205º Brigada de Inteligência Militar morreram sob ataque com dois morteiros perpetrado por membros da resistência iraquiana num acampamento do Exército na prisão de Abu Ghraib, ao oeste de Bagdá. Treze soldados ficaram feridos. Nenhum prisioneiro foi atingido. Pouco antes do ataque em Abu Ghraib, um soldado do 3º Regimento Blindado da Cavalaria morreu quando seu veículo Humvee passou por uma bomba em uma área próxima a Ramadi, a cerca de 100 quilômetros ao oeste da capital, informou o Exército. Desde a invasão do Iraque, determinada pelo presidente dos EUA, George W. Bush, em 1º de maio, até o fim dos principais combates, 138 soldados norteamericanos morreram. A partir de então, os militares dos EUA têm sido alvo de ataques isolados e extremamente danosos, que causaram a morte de mais 27.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.