Mais um golpe contra o fumante francês: aumento de imposto

Já que às restrições ao fumo parecem não fazer muito efeito sobre os franceses, o governo e o legislativo parecem dispostos a dobrar os fumantes em um ponto sensível: o bolso. Ontem, o Congresso aprovou em primeiro turno uma lei para aumentar os impostos sobre cigarros e tabaco. A votação final deve acontecer antes do fim do ano, mas ainda não está claro sobre qual será o impacto das taxas sobre o preço final.O governo já vem determinando vários aumentos sobre os cigarros. O preço médio do maço saltou de ?3,90 (R$ 13,18) para ?4,60 (R$ 15,54) este mês. Esse reajuste, o segundo desde janeiro, acompanha a mais agressiva campanha anti-fumo da história francesa. O terceiro aumento, planejado para o início de 2004, elevará o preço para cerca de ?5,40 (R$ 18,25) ? quase 50% a mais.Tanto o Partido Comunista quanto a UDF, de centro-direita, reclamam da alta no imposto. Jean-Luc Preel, da UDF, diz que ela ameaçará a sobrevivência das pequenas tabacarias e vendedores e encorajará o contrabando.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.