Mais um soldado americano morre em explosão no Iraque

A explosão de uma bomba colocada na beira de uma estrada matou hoje um soldado americano em Bagdá, ao mesmo tempo em que militantes suicidas detonaram automóveis carregados com explosivos próximos de veículos do exército dos EUA a oeste a ao norte da capital, tirando a vida de trêsinsurgentes, mas sem causar baixas do lado das forças de coalizão. Também hoje, milicianos dispararam projéteis de morteiro e granadas contra forças de segurança iraquianas no centro de Bagdá.Os insurgentes intensificaram suas operações nos últimos tempos visando perturbar as eleições nacionais marcadas para janeiro. Como parte de suas ações, começaram a assassinar iraquianos que colaboram com os EUA. Ontem, membros da resistência mataram três policiais iraquianos.Neste domingo, ao sul de Bagdá, a polícia encontrou quatro homens decapitados e vestidos com roupas civis. Os corpos, supostamente de iraquianos, foram descobertos na área de Haswas, 40 quilômetros ao sul da capital.O porta-voz militar americano, tenente-coronel James Hutton,disse que um número desconhecido de rebeldes atacou com tiros demorteiro e lança-granadas um grupo de soldados da GuardaNacional no centro de Bagdá."A unidade da Guarda Nacional devolveu o fogo e váriasgranadas de mão foram lançadas de volta", disse Hutton. Aemissora de televisão do Catar Al-Jazira disse que o conflitoocorreu na Rua Haifa, cenário de passados combates entreinsurgentes e forças da coalizão invasora.De acordo com o Exército, um soldado americano morreu vítimada explosão de uma bomba colocada na margem de uma estrada nonorte de Bagdá. Pelo menos três outros soldados ficaram feridosno ataque. Ontem, um fuzileiro americano faleceu durante umaação na província de Anbar, enquanto 14 soldados ficaram feridosem ataques separados no norte do Iraque, incluindo uma emboscadacom um carro carregado de explosivos na cidade de Mossul, queferiu oito militares.Número de mortosSegundo uma contagem da The Associated Press, pelo menos1.289 militares já morreram desde o início da guerra no Iraqueem março de 2003.Hoje, dois insurgentes morreram quando lançaram seu automóvelcarregado com bombas contra um tanque americano em Tikrit, 130quilômetros ao norte de Bagdá, informou o sargento Robert Powellum porta-voz militar. Não houve baixas entre os soldados.Outro automóvel carregado com explosivos explodiu namadrugada de hoje próximo a uma caravana militar dos EUA naestrada que liga Haditha a Rawah, cerca de 240 quilômetros aonoroeste da capital. O capitão Brad Gordon, porta-voz dosfuzileiros navais, disse que o ataque suicida não causou baixasentre os americanos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.