Mais um soldado é morto a tiros no Iraque

Um soldado americano foi assassinado poragressores não identificados num posto de checagem no oeste doIraque, revelou um comunicado do Comando Central do EstadosUnidos nesta segunda-feira. Um número ainda indeterminado de agressores seguiu na noite deontem para o bloqueio rodoviário perto da fronteira com a Síriae requisitou ajuda médica para uma pessoa num carro. Quando o soldado americano se aproximou, os iraquianos sacaramsuas armas e mataram o militar, segundo o comunicado do Exércitodos EUA. Os soldados que estavam no posto reagiram, mataram um dosagressores e capturaram outro. Pelo menos uma pessoa conseguiufugir com o veículo. O ataque parece ser parte da escalada da violência entretropas de ocupação americanas e rebeldes iraquianos no oeste eno centro do país. Dezenas de soldados americanos e civisiraquianos morreram ou ficaram feridos nos incidentespraticamente diários. Nesta segunda-feira, uma patrulha americana foi atacada porrebeldes aparentemente posicionados numa mesquita na conturbadacidade de Falujah. Os soldados não reagiram, mas detiveram doissuspeitos, de acordo com o Comando Central. Falujah, uma cidade de maioria muçulmana sunita 50 quilômetrosa oeste de Bagdá, é palco de choques quase diários desde o fimde abril, quando soldados americanos mataram 18 civis iraquianose feriram outros 78. Os moradores de Falujah acusam os soldados americanos desistemático uso excessivo da força e de desrespeito aos costumesislâmicos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.