Mais US$ 676 milhões para luta contra drogas nos Andes

A Câmara dos Representantes dos EUA aprovou nesta quarta-feira a concessão de um pacote de ajuda de US$ 676 milhões para o esforço de combate às drogas na região andina. A maior parte desse dinheiro será destinada à Colômbia.Após um debate de 12 horas, os deputados também limitaram a 800 o número de militares e civis americanos que poderão envolver-se nos programas do Plano Colômbia - para o qual a administração anterior, de Bill Clinton, aprovara a destinação de uma ajuda econômica total de US$ 1,3 bilhão, dividida em várias remessas. A administração de George W. Bush comprometeu-se a prosseguir com a iniciativa de promover o financiamento parcial do Plano Colômbia. Mas setores do Congresso receiam que a vinculação dos EUA com o esforço antidrogas na região andina possa influenciar os combates entre o governo colombiano e as guerrilhas do país. O montante aprovado pelo Legislativo americano é US$ 55 milhões menor em relação ao pacote que o Executivo pretendia aprovar, de US$ 731 milhões. Desse total, uma parte menor seria destinada aos países vizinhos da Colômbia - incluindo o Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.