Malaios protestam contra ameaça de guerra ao Iraque

Enquanto um helicóptero da polícia vigiava do alto, centenas de manifestantes contrários à guerra exigiram nesta sexta-feira que os Estados Unidos e a Grã-Bretanha não lancem uma ação militar contra o Iraque.Os manifestantes começaram a passeata a partir de uma mesquita e se dirigiram até a Alta Comissão Britânica, onde 60 policiais, equipados com gás lacrimogêneo e jatos d´água, tomaram posição. Não houve confrontos ou prisões.Os manifestantes chamaram o presidente dos EUA, George W. Bush, e o primeiro-ministro britânico, Tony Blair, de "demônios" e também criticaram o primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, e o da Malásia, Mahathir Mohamad. "Abaixo Blair! Abaixo Bush!", gritaram. "Bush é o verdadeiro terrorista!", foram as palavras de ordem da manifestação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.