AP
AP

Malásia não encontra avião no local indicado pela China

'Nós fomos lá, não há nada', disse o diretor-geral do Departamento de Aviação Civil da Malásia. Anteriormente, oficiais vietnamitas disseram que a área já foi vasculhada nos últimos dias

AE, Agência Estado

13 de março de 2014 | 04h13

O diretor-geral do Departamento de Aviação Civil da Malásia, Datuk Azharuddin Abdul Rahman, declarou que não há sinais de fragmentos do avião da Malaysian Airlines no local onde a China divulgou imagens de satélite com objetos não identificados. "Nós fomos lá, não há nada", disse a repórteres. Anteriormente, oficiais vietnamitas disseram que a área já foi vasculhada nos últimos dias.

Ontem, a Administração Estatal Chinesa da Ciência, Tecnologia e Indústria para Defesa Nacional (SASTIND, na sigla em inglês) publicou imagens de três objetos flutuando entre a Malásia e o Vietnã no domingo e forneceu as coordenadas do local. No entanto, Li Jiaxiang, chefe da Administração de Aviação Civil da China, disse que ainda precisava confirmar a relação entre os objetos suspeitos e o avião.

A busca pelo Boeing 777 foi pontuada por pistas falsas desde que desapareceu com 239 pessoas a bordo uma hora após decolar de Kuala Lumpur em direção a Pequim, no último fim de semana.

Hoje durante a madrugada, o Wall Street Journal publicou que os investigadores norte-americanos suspeitam, com base em dados dos motores que são automaticamente transmitidos para a terra, que o avião voou por cinco horas, sendo quatro horas de voo sem contato com os controladores. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Malásiachinaavião

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.