Malásia solicita dados de radar de países vizinhos

A Malásia solicitou dados de radar de nações vizinhas, incluindo Vietnã, Tailândia e Indonésia, em sua busca pelo avião da Malaysia Airlines que desapareceu no sábado, disse o ministro dos Transportes interino, Hishammuddin Hussein, nesta quinta-feira.

AE, Agência Estado

13 de março de 2014 | 12h41

Para ajudar na investigação, a Malásia compartilhou dados brutos de seus radares de defesa com os Estados Unidos, a China e outras nações, contrariando a prática padrão internacional, pela qual as nações evitam compartilhar esses dados com outros países ou organizações estrangeiras, disse o ministro a jornalistas em Kuala Lumpur.

Hussein salientou que a Administração Federal de Aviação dos EUA e o Conselho Nacional de Segurança do Transporte dos EUA estão agora analisando os dados para verificar se a aeronave desaparecida tentou voltar na direção da Malásia. "Nesse caso, colocamos as buscas acima da nossa segurança nacional", afirmou o ministro.

Ele disse que a Malásia também pediu dados de Cingapura. Pedidos semelhantes podem ser feitos a outras nações. As buscas pelo voo MH370 e seus 227 passageiros e 12 tripulantes entrou no sexto dia. O avião fazia a rota de Kuala Lumpur a Pequim quando desapareceu. Fonte: Dow Jones Newswires.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.