Maldivas decide neste sábado sua nova forma de Governo

Consulta popular decidirá entre um sistema presidencialista democrático ou um regime parlamentar

EFE

18 de agosto de 2007 | 03h44

Os eleitores das Ilhas Maldivas vão às urnas neste sábado para decidir em um plebiscito se seu país será governado por um sistema presidencialista ou parlamentar. Cerca de 150 mil eleitores, num país com 370 mil habitantes e de maioria muçulmana, podem depositar sua cédula nas urnas. Eles vão decidir o sistema de Governo um ano antes das eleições, marcadas para novembro de 2008. O presidente Maumoon Abdul Gayoom, no poder desde 1978, prefere que o país continue sendo uma república presidencialista. Mas a partir de agora os ocupantes do cargo serão limitados a dois mandatos de cinco anos. O presidente é escolhido atualmente pelo Parlamento por voto secreto, e o nome depois é submetido a plebiscito. A consulta popular decidirá agora se as Maldivas adotarão um sistema presidencialista democrático, no estilo americano, ou um regime parlamentar. Após décadas de sistema de partido único, em 2005 as forças de oposição foram legalizadas. No ano que vem, vão disputar a primeira eleição multipartidária do país.

Tudo o que sabemos sobre:
Maldivasplebiscito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.