Mali receberá mais de US$ 455 milhões em doações

Os líderes africanos e autoridades internacionais prometeram doar mais de US$ 455 milhões para operações militares contra rebeldes islâmicos e ajuda humanitária no Mali, segundo Ramtane Lamamra comissário de Paz e Segurança da União Africana. O montante foi arrecadado em uma conferência de doadores da organização.

AE, Agência Estado

29 de janeiro de 2013 | 10h36

"Estou feliz de informar que o montante geral que foi prometido aqui atingiu US$ 455,53 milhões", disse Lamamra disse, após a conferência na sede da UA, na Etiópia.

Países africanos, como a Etiópia, Costa do Marfim, Gâmbia e outros, se alinharam com países desenvolvidos, como os Estados Unidos, Japão, Alemanha e Reino Unido, com o objetivo de arrecadar fundos para o esforço militar no Mali.

Mais cedo, o Japão já havia anunciado que dará US$ 120 milhões a mais para ajudar a estabilizar a região do Sahel. Na segunda-feira, o Conselho Executivo do Fundo Monetário Internacional (FMI), aprovou o envio de cerca de US$ 18,4 milhões para o Mali, sob o Mecanismo Rápido de Crédito (RCF, na sigla em inglês) para auxiliar as autoridades do país na manutenção da estabilidade macroeconômica e o crescimento do país nos próximos 12 meses.

De acordo com informe divulgado por e-mail pelo FMI, a medida faz parte das ações de suporte ao país concedidas pelos parceiros do Mali.

As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
MaliViolênciaDoações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.