Maliki aceita deixar o governo e dar lugar a novo premiê iraquiano

Segundo autoridades e a TV estatal, primeiro-ministro decidiu sair do cargo após uma reunião com integrantes do partido Dawa

O Estado de S. Paulo

14 de agosto de 2014 | 16h49

BAGDÁ - O primeiro-ministro do Iraque, Nouri al-Maliki, admitiu deixar o governo e dar lugar ao novo premiê, Haider al-Abadi, informou um porta-voz nesta quinta-feira, 14. A TV estatal iraquiana também divulgou a decisão de Maliki.

Segundo autoridades do governo do Iraque, Maliki fará um depoimento para anunciar sua decisão.

Abadi recebeu aval dos Estados Unidos e do Irã nessa semana após pedir que líderes políticos acabem com as brigas que permitiram que militantes islâmicos tomassem um terço do território iraquiano. 

Quatro congressistas xiitas disseram que Maliki decidiu concordar com a nomeação de Abadi após um encontro entre membros do seu partido, o Dawa, nesta quinta em Bagdá. O anúncio de al-Maliki encerra um impasse que deixou o Iraque afundado em incertezas políticas. / AP

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueIsilNouri al-Maliki

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.