Erin Schaff/NYT
Erin Schaff/NYT

Em aparente ataque, site do governo americano diz que mandato de Trump termina hoje

Em meio à pressão do Partido Democrata pelo impeachment de Trump, informação é alvo de questionamentos; órgão ainda não se manifestou

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de janeiro de 2021 | 18h01
Atualizado 11 de janeiro de 2021 | 20h19

O site do Departamento de Estado dos Estados Unidos registrou por um momento na tarde desta segunda-feira, 11, nas biografias do presidente Donald Trump e de seu vice, Mike Pence, a informação de que os mandatos deles "terminam em 11-01-2021". Em meio à pressão do Partido Democrata pelo impeachment de Trump, os textos foram alvo de questionamentos na imprensa internacional. O secretário de Estado, Mike Pompeo, conduzirá uma investigação sobre o caso, informou o site Buzzfeed News.

A biografia de Trump afirmava que o mandato do presidente "terminou em 2021-01-11 19:49:0", enquanto a do vice-presidente informava que o termo teria sido encerrado em "2021-01-11 19: 44: 22". Ambas as páginas já foram removidas.

De acordo com o Buzzfeed, diplomatas que não quiseram se identificar afirmaram que um funcionário descontente do departamento teria feito a alteração nas biografias. 

O Departamento de Estado não respondeu imediatamente a uma pergunta feita pela Agência France-Presse sobre se o incidente foi resultado de invasão ou falha.

Mas parecia claro que Trump - que continua descrito como presidente no site da Casa Branca - não teria recorrido a uma forma estranhamente sutil de se demitir por meio de uma página difícil de encontrar.

O presidente eleito Joe Biden deve tomar posse em 20 de janeiro ao meio-dia, após derrotar Trump na eleição de 3 de novembro.

Os legisladores estão pedindo que Trump renuncie, que seu gabinete o remova ou um segundo impeachment depois que ele encorajou uma multidão a invadir o Capitólio, sede do Legislativo nos Estados Unidos, e interromper violentamente a sessão do Congresso que certificava a vitória de Biden. /Com AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.