Mark Wessels / Reuters
Mark Wessels / Reuters

Mandela completa 95 anos com melhora clínica e homenagens

Ex-presidente sul-africano luta contra problemas respiratórios em hospital

O Estado S. Paulo,

18 de julho de 2013 | 05h25

JOHANESBURGO - O ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela completa nesta quinta-feira, 18, 95 anos de idade. Internado em um hospital de Pretória, o líder da luta antiapartheid no país está "melhorando constantemente", informou o governo sul-africano. Pelo mundo, diversas homenagens ocorrem ao longo do dia de hoje.

Milhares de pessoas na África do Sul se dedicaram a atividades voluntárias, como pintar escolas e entregar alimentos a pobres hoje, declarado pela ONU como o Dia de Nelson Mandela. Numa das várias celebrações na África do Sul, uma filha dele, Zindzi, puxou o "Parabéns a Você".

Mandela, ganhador do Nobel da Paz por sua atividade contra o regime sul-africano de segregação racial, está internado desde 8 de junho por causa de uma infecção pulmonar recorrente. É a quarta hospitalização dele em seis meses.

"Os médicos confirmaram que sua saúde está melhorando constantemente. Estamos orgulhosos de chamar este ícone internacional de um de nós como sul-africanos e desejamos-lhe boa saúde", disse o gabinete do presidente Jacob Zuma em nota. "Em nome do governo e de todo o povo da África do Sul, desejamos a Madiba (nome de clã de Mandela) um feliz 95º aniversário. Agradecemos a todos o nosso povo por apoiar Madiba durante a hospitalização com eterno amor e compaixão"

Muitos sul-africanos ofereceram 67 minutos de serviço público voluntário, em alusão aos 67 anos em que Mandela serviu à humanidade -- primeiro como ativista, incluindo quase três décadas na prisão, e depois como o primeiro presidente eleito democraticamente no seu país.

Winnie Mandela, ex-mulher dele, disse a uma rádio que o aniversário é "um presente à nação", e criticou os "profetas do apocalipse que dizem que o país vai parar" quando ele morrer. "O país vai continuar como sempre. No máximo, o país irá se solidificar, se unirá e seguirá em frente."

Várias cidades dos EUA devem ter eventos, e o ex-presidente norte-americano Bill Clinton fará um discurso. Em Nova York, voluntários distribuirão laranjas sul-africanas. / REUTERS e AP

Tudo o que sabemos sobre:
Nelson Mandela

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.