Mandela fala pelos pobres em seu aniversário de 90 anos

O Prêmio Nobel da Paz Nelson Mandela celebrou hoje seu aniversário de 90 anos pedindo aos ricos do mundo que compartilhem sua prosperidade com os menos afortunados. Numa comemoração realizada em sua casa em Qunu, no sudeste rural da África do Sul, o ícone da luta contra o apartheid também confidenciou que gostaria de ter passado mais tempo com sua família durante sua luta contra o regime racista.Mandela passou quase três décadas na cadeia durante o período de domínio branco sobre os negros sul-africanos. Libertado em 1990, ele foi presidente da África do Sul de 1994 a 1999.Perguntado durante entrevista coletiva se teria uma mensagem para o mundo, ele declarou: "Há muitas pessoas na África do Sul que são ricas e poderiam compartilhar suas riquezas com aqueles não são tão afortunados que não conseguiram superar a pobreza".Sentado ao lado da esposa, Graça Machel, Mandela disse considerar-se um homem de sorte por ter chegado aos 90 anos, mas observou: "A pobreza deteve nosso povo. Se você for pobre, é improvável que viva tanto". A saúde de Mandela parece ser boa, mas ele faz cada vez menos aparições em público. Ele foi o prisioneiro 46664 por 27 anos, durante os quais viveu sob duras condições enquanto as autoridades brancas sul-africanas negavam qualquer pedido de liberdade. Ele se tornou um símbolo da luta pela liberdade e dos direitos civis.Na rádio oficial sul-africana, Mandela agradeceu as felicitações pelo seu aniversário recebidas do mundo todo. No país, os 90 anos de Mandela foram destaque em toda a imprensa desde o início do dia e emissoras de rádio e televisão transmitem a todo momento mensagens de parabéns, programas comemorativos e canções dedicadas ao ex-presidente. As capas dos jornais também foram praticamente exclusivas para o aniversário e os editorais ressaltam a importância histórica do líder.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.