Mandela reaparece em comício na África do Sul

O Prêmio Nobel da Paz Nelson Mandela fez uma inesperada aparição neste domingo no último grande comício do Congresso Nacional Africano (CNA) antes das eleições parlamentares na África do Sul.

AE, Agencia Estado

19 de abril de 2009 | 13h12

Mandela, de 90 anos, não discursou perante a multidão de 100 mil pessoas reunida na região central de Johannesburgo, mas sua presença dá força ao partido depois de uma acirrada disputa interna e de escândalos em torno de seu candidato presidencial. A eleição para o Parlamento está marcada para quarta-feira. Como é o Parlamento que elege o presidente, uma eventual vitória do CNA garante que seu candidato, Jacob Zuma, seja o próximo chefe de Estado do país.

Esta foi apenas a segunda aparição de Mandela durante a campanha, que está praticamente afastado da vida pública. Por causa da saúde fragilizada pela idade, ele precisou de ajuda para subir ao palanque, mas sentou-se sorridente em um sofá e cumprimentou calorosamente os líderes do partido, inclusive a ex-esposa Winnie Madikizela-Mandela.

Depois, ele assistiu junto com a multidão uma breve mensagem de vídeo gravada e que foi exibida em um telão. Na mensagem, Mandela disse que o CNA é o melhor partido para liderar os sul-africanos na erradicação da pobreza e na melhora da vida da maioria negra reprimida e negligenciada nos anos de apartheid e ainda hoje muito distante do padrão de vida dos brancos e de uma pequena elite negra. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
eleiçõesÁfrica do Sul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.